Pages

18 de fevereiro de 2015

O que eu li nas minhas férias

Oi amigos!

Está chegando a hora de voltar à árdua labuta de todo dia, daqui há uma semana praticamente minhas aulas na faculdade se iniciam e será hora de encarar mais um semestre exaustivo em busca de crescimento. Por isso, eu escolhi fazer um vídeo para compartilhar com vocês quais foram as leituras que fiz nessas férias, foram ótimas viagens, fiz ótimas amizades que recomendo com sinceridade! Vejam só!


E aí? Quais foram as suas leitura? De qual gostaram mais?

31 de janeiro de 2015

Filmes #5: Filmes de Janeiro/2015, parte 1

Oi amigos! Aqui estou eu de volta! Tudo bem com vocês? Espero que sim.

Hoje quero comentar um pouco com vocês sobre uns filmes aos quais assisti em Janeiro. Uma das minhas atividades favoritas durante as férias! Não vou fazer muitos comentários técnicos, posto que sou realmente leiga a respeito de fotografia, direção, roteiro e coisas do gênero. É mesmo uma opinião de espectador que busca algum entretenimento, então ficaria feliz de saber o que vocês têm para me dizer sobre esses filmes também, ou indicar outros para que eu possa assistir. Fiquem à vontade para ler e comentar! Vamos lá?


Os primeiros 6 filmes do ano renderam uma safra de boas histórias! Entretanto não começou tão bem assim. O primeiro filme foi "Se ela dança eu danço (5): Tudo ou nada". Eu gosto bastante de filmes sobre dança, e patinação, e musicais... mas sobretudo dança de rua, é um incrível espetáculo preciso admitir. Esse volume da saga "Step Up", no entanto, decepcionou um pouco. Os três primeiros têm até uma história legal, o quarto já não foi tão bom mas compensou pela exploração do "Flash Mob" na dança. Mas esse quinto... Eu tinha até ficado animada: "Legal! Vários personagens dos filmes anteriores juntos! Eles são bacanas!". Sim, isso foi legal. E os números de dança continuam impressionantes! Todavia, a história não convenceu, não ajudou. Algumas boas atuação ficaram apagadas e um dos protagonistas (Sean) foi mal atuado, nem mesmo as cenas com o Moose (que eu amo!) conseguiu dar alguma vida ao tal "bonitão mandão". Por isso, 3 estrelas: pela dança e por alguns personagens que tinham potencial.



O próximo foi "Apenas Uma Chance" que inspirado na biografia de Paul Potts. Um jovem
apaixonado pela música lírica que enfrentou muita perseguição por ser quem era, mas também encontrou que o amasse. Assistimos a tudo que foi a saga de Potts antes de se tornar a grande revelação do show de talentos inglês "Britains Got Talent". É uma bela história, sobre sonhos e colisões com a realidade, sobre a vida, sobre as pessoas que nos importam. As atuações foram belíssimas, na minha opinião. É dramático, mas também é cômico, e tem lindos cenários. 5 estrelas!



Na sequência assisti à "Garota Exemplar". Honestamente, nunca sei qual é o gênero de filmes como esse. Suspense? Acho que não. Investigativo? Seria simplificar demais. Drama? Não... é pouco ainda. Então não sei. Só sei que é uma adaptação literária, de um livro que nunca me chamou a atenção, apesar de ser muito bem avaliado. Mas eu resolvi dar uma chance ao filme. Amy, a esposa de Nick, desapareceu em condições suspeitas no dia de seu aniversário de casamento e enquanto as investigações correm, todos os olhares se voltam para o marido que parece estar pouco perturbado com o sumiço da amada. É um filme com cenas fortes, roteiro surpreendente e boa atuação. 5 estrelas. Mas ainda não tenho vontade de ler o livro.



Então eu finalmente assisti "O Doador de Memórias" e... que filme maravilhoso! Mais uma adaptação que eu ainda não li a obra literária de origem, mas neste caso eu definitivamente preciso fazê-lo logo. Um enredo distópico sobre uma sociedade perfeitamente cordial, onde tudo é perfeitamente mantido em equilíbrio. Neste futuro, cada um tem uma atribuição que lhe é concedida após os indivíduos serem cautelosamente observados durante a infância. Não estranhe a imagem em preto e branco. Essa é uma sacada impressionante que compõe a história e que foi maravilhosamente transportada para a tela. Imagine um mundo em que uma única pessoa retem todas as memórias, e com elas as sensações, da história da humanidade. Boas e ruins. Para o bem de todos. Mesmo? Enfim... é difícil explicar a genialidade dessa história. Mas é uma produção excelente: roteiro, atuação, cenários... tudo! 5 estrelas!

O próximo foi "Será que?" uma comédia romântica. É uma história simples, Wallace é um jovem
que desistiu da faculdade de medicina depois de alguns problemas pessoais e nunca superou um namoro terminado há anos, ele mora com a irmã e um sobrinho e tem um amigo (Allan) que faz de tudo para fazê-lo superar o coração partido. Numa das festas dadas por seu amigo,  conhece Chantry, uma menina simpática e inteligente. Wallace parece finalmente ter encontrado uma nova esperança quando descobre que Chantry está noiva de Ben. Então eles se tornam amigos, bons amigos, mas... será que? Enfim, é um filme gostoso, com um humor um tanto inteligente entremeado com coisas bobas que nos faz dar boas risadas. Além disso a escolha do elenco foi muito boa, não só na atuação como também na composição visual do filme. Só mesmo a história que às vezes parece perder o rumo, fazer pouco sentido, até voltar aos trilhos novamente. É uma boa opção pra uma tarde de descontração. 4 estrelas.

Em um dia eu estava sem muita certeza do que gostaria de assistir, quando encontrei "Como treinar o seu dragão" e lembrei que ainda não havia assistido a ele. Então o escolhi. Isso é uma verdade: quase sempre, quando você não souber o que quer ver, assista a um filme infantil, não tem como errar, no mínimo sua criança interior vai ficar satisfeita. Mas "Como treinar o seu dragão" é mais que um bom filme para os indecisos. É um filme BOM! Soluço é um menino Viking que é completamente o oposto do que se espera que um Viking seja. Ele é atrapalhado, magricela, pequeno, desatento... Seu pai e ele vivem em desacordo sobre o que ele realmente pode fazer. Os Vikings têm que sobreviver a muitas coisas, uma delas é o ataque dos dragões. Soluço morre de vontade de matar um dragão e mostrar ao pai do que é capaz. Mas quando ele por acaso captura um Fúria da Noite, um dos dragões mais perigosos, não consegue fazê-lo. Acontece que Soluço vai descobrir com isso algo muito maior e melhor. A arte da animação, a história, os protagonistas... é tudo muito delicioso e cheio de aventura! E claro, leva uma bela mensagem. 5 estrelas!

Bom, há mais filmes, mas para não alongar muito a postagem, vou parar por aqui. Numa próxima falo sobre os outros. E aí? Já assistiram algum desses? O que acharam? Tem alguma recomendação para mim? Deixe nos comentários! Até mais ver!

18 de janeiro de 2015

ESPECIAL DE ANIVERSÁRIO: Melhores momentos no blog neste 1º ano!

Olá amigos! Essa será uma semana emocionante para mim e espero que seja para vocês também. Para começar, eu gostaria de relembrar com vocês 5 acontecimentos que eu acredito terem sido muito marcantes para os primeiros passos do ATLT.  Vamos lá?

1- Ação Eu Valorizo a Literatura Nacional.



Esse foi um projeto que eu pensei sem muita ambição para comemorar a semana do livro nacional do ano passado e convidei alguns amigos blogueiros, mas como uma corrente de coisa boa o projeto da Ação se alastrou, e foi lindo ver tantos blogueiros e autores envolvidos! 

Tivemos várias TAGs divertidas, várias matérias interessantes, entrevistas maravilhosas, um concurso muito bacana e uma gincana super animada! Eu amei poder fazer parte disso, poder reforçar esse papel como leitora através do A Thousand Lifetimes. Foi muito emocionante e ficou melhor ainda quando ganhamos uma pequena nota internacional sobre a nossa Ação.

2- BookTubeAThon 


Foi a segunda maratona de leitura que participei na vida e foi uma experiência muito legal, lembro de cada momento com um calorzinho gotoso de saudade e carinho no peito. Foram vários desafios criativos, muitos livros bons lidos e também tive a oportunidade de interagir com pessoas novas, de outros lugares do mundo, com a mesma paixão por ler, e isso foi alucinante de bom!

3- Visita à Oficina de Leitura e Letramento


Mais um projeto com planos sem grandes ambições que me surpreendeu incrivelmente! Ter essa relação com a leitura nos torna responsáveis por compartilhar esse tesouro com outros, dividir o quanto a leitura nos faz bem e nos faz crescer, com aqueles que ainda não conhecem esse mundo, convidá-los à se deixar levar pelos livros! 

Recebi um convite da minha mãe para conversar sobre isso com os alunos dela, numa Oficina de ensino que ela coordena, e tinha certeza da pessoa que seria meu parceiro perfeito para essa missão. Convidei o Adriano Gutemberg do GeraçãoLeitura.com para embarcar comigo e no fim, acho que acabamos por ter uma das tardes mais marcantes da nossa vida

Imaginem o nosso deleite ao voltar à mesma oficina há algumas semanas, para compartilhar mais alguns momentos com nossos novos amigos, e descobrirmos quantos deles se tornaram leitores em potencial, leitores apaixonados, quantos desenvolveram talento para a escrita, o quanto cada um deles cresceu desde nosso último encontro. Poder pensar que alguma coisa que dissemos antes possa ter movido alguns deles para esse caminho é audacioso, mas verdadeiro e gratificante.

4- Primeira participação em um Book Tour


Conforme foi crescendo o ATLT recebeu convites para participar de alguns book tours, o que eu acho uma ideia muito legal e inteligente quando dá certo. E o primeiro Book Tour que tive o prazer de participar com o blog foi o do livro "Golfinho e Tubarões - O outro mundo" da Tais Cortes. Livro maravilhoso, autora encantadora, experiência gratificante! Faz parte daqueles momentos que você percebe que existem pessoas que dão crédito àquilo que você faz por paixão, uma sensação impagável! 

5- Parcerias

Por último, mas não menos importante: Os parceiros! Não seria justo citar uma a uma essas pessoas, sobretudo porque eu acabaria cometendo o pecado de esquecer alguém. O que importa é que cada um dos parceiros do ATLT (blogueiros e autores) estiveram presentes de forma única nesse primeiro ano de Blog. Além disso, há aquelas pessoas que nem sequer possuem um laço oficializado como parceiro aqui, mas foram e ainda são tão importantes para o ATLT e para mim que as formalidades não significam lá muita coisa. Então eu agradeço a cada uma dessas pessoas por engrandecer e abrilhantar esse lugar especial que é o A Thousand Lifetimes! 

Então pessoal, espero que vocês tenham gostado desse pequeno flashback, eu estou particularmente emocionada enquanto fecho essa postagem. E se vocês têm algum momento que acham ter sido muito especial aqui no blog, comentem abaixo, vou adorar saber!  

Ah! E não deixem de participar do Sorteio de Aniversário!

2 de janeiro de 2015

Planos de leitura para 2015!

Oi pessoas amadas! Como está indo 2015? Espero que tenha começado bem!

Falando em começar, quem aí já fez planos literários para esse ano. Pois é... não sei se vocês se lembram, mas ano passado eu havia estabelecido uma meta de leitura contendo alguns títulos... Bom, infelizmente eu não cheguei perto de completá-la. 


Primeiro, depois de um tempo eu realmente desanimei com a TBR que eu havia selecionado, minhas leituras dependem muito do meu momento e aquela seleção não estava funcionando para mim. Segundo, é evidente que surgiram outras obras que chamaram mais a minha atenção eu eu passei na frente. Quem nunca? Terceiro, meu segundo semestre não foi nada produtivo em relação às leituras, mas eu tenho fé de que isso não vai se repetir!

Tudo bem... para não ser muito injusta comigo haviam 24 livros naquela TBR e eu li 7 deles. U_U E ainda assim li 30 livros em 2014 Menos do que o que eu desejava. Maldição segundo semestre! o que superou a extensão da Meta original. Desculpas... Desculpas... Desculpas... Tentando fazer eu me sentir melhor comigo mesma.

Mas aí estava eu passeando pelo Booktube, quando me deparo com uma ideia bem legal da Kat do canal Katytastic. Ela criou uma TBR Jar (aquele potinho em que os leitores normalmente colocam papeizinhos com nomes de livros para driblar a indecisão com um sorteio a cada leitura) diferente. 

Video da Kat
Em vez de títulos de livros, ela é recheada com 12 desafios literários, que devem ser cumpridos com, pelo menos, uma das leituras a cada mês em 2015. A Kat também não se deu muito bem com a TBR que ela selecionou da última vez, porque a leitura sorteada não se encaixava com seu humor. Entretanto, como nessa versão da TBR é um desafio que é sorteado, você tem mais opções para escolher um livro que corresponda ao seu momento e que cumpra a tarefa. A Kat achou que pode dar certo e eu tive que concordar com ela. Eu gosto de desafios, espero que isso me motive!

Ainda assim, eu fiz algumas pequenas alterações nas regras do jogo original. :3 Porque eu posso. [risos] Então, Em vez de 12 desafios para 12 meses, eu tentarei 15 desafios e tenho 12 meses para cumpri-los sem a "obrigação" de que seja um por mês. Fiz isso pensando na faculdade, minha experiência em conciliar o primeiro periodo com as leituras não deu muito certo, então só por garantia... "E corre para realizar metade dos desafios até Março." Tipo isso... E com isso eu tive que acrescentar mais 3 desafios. E também eu substituí um dos desafios originais. Já disse eu eu posso. :3

Bom, deixa eu contar a vocês quais são os desafios que estão na minha TBR Jar Challenge! E, claro, deixo a vocês o convite de participar também! ;)

  • Ler um livro com no mínimo 500 páginas
  • Reler um livro favorito
  • Ler um livro lançado em 2015
  • Ler um livro escolhido por outra pessoa
  • Ler um livro do qual você tenha desistido/não tenha terminado
  • Ler um autor que nunca leu
  • Ler um livro que não seja um romance
  • Ler um livro adaptado e assistir à adaptação
  • Ler um livro que tenha sido premiado
  • Ler um livro clássico
  • Ler/concluir uma série
  • Ouvir um audiobook (Estava no desafio original, mas foi substituído, porque eu não tenho paciência.)
Esses foram os que eu acrescentei:
  • Ler o primeiro livro publicado de um autor popular
  • Ler um livro que tenha a cor da sua blusa de hoje na capa
  • Ler um livro que você ganhou de presente
  • Ler um livro com uma palavra no título

31 de dezembro de 2014

TAG #17: Oscar Literário - Melhores de 2014!!!

Oi amigos! Quanto tempo, não é mesmo? Estamos chegando ao fim de mais um ano, um ano que foi cheio de surpresas boas e outras não tão boas, mas que passou com bons destaques. E falando em destaques, agora que estou de férias e de volta à minha terra eu me encontrei com a Joyce e com a Leticia e desse encontro se originou nosso primeiro vlog juntas, fizemos a TAG "Óscar Literário" para compartilhar a vocês u pouco sobre nossas melhores leituras de 2014. Confiram!


E então? Quais foram a suas melhores leituras esse ano? Espero que 2015 chegue repleto de saúde, sucesso, paz, amor e livros para todos vocês! Feliz ano novo!!!

P.S.: Estou de férias e com uma saudade louca dos meus livros e do blog, então vamos nos ver bastante este início de ano! Inclusive, o blog faz 1 ano em Janeiro e tenho a intensão de preparar coisas especiais para comemorar com vocês! Beijos e até mais, queridos!

1 de dezembro de 2014

TAG #16: Liebster Award

Olá, fomos indicadas pelo blog Coleções Literárias a responder uma tag e eu, Joyce, resolvi respondê-la.

As regras dessa TAG são:

  
  
   Escrever onze fatos sobre você.
  Responder as perguntas de quem te indicou.
  Indicar onze blogs.
  Fazer onze perguntas para quem você indicou.
  Colocar uma imagem que mostre o selo.
  Linkar de volta quem te indicou.


Onze fatos sobre mim

Sou uma ótima detetive, descubro tudo que quero.

Meu doce predileto é paçoca <3

Prefiro ganhar livros a roupas.

Amo matemática e inglês.

Sou muito lerda.

Amo estar conectada às redes sociais.

Adoro as músicas de Engenheiros do Hawaii <3

8º Odeio usar óculos e aparelho ortodôntico.

Meu sonho é visitar o Vaticano.

10º Tenho pavor a escorpiões.

11º Sou muito perfeccionista.


1º   Qual sua série de tv favorita?
Não acompanho nem uma.

2º   Um livro que todo mundo deveria ler um dia.
A Bíblia.

3º   Se defina em uma palavra.
Complicada.

4º   Roupa ou sapatos?
Roupas (:

5º   O que você mais gosta de fazer?
Além de comer? Ler, com toda certeza.

6º   Há quanto tempo você tem o blog?
Há dois meses eu faço parte do ATLT.

7º   Que lugar gostaria de conhecer?
Como já foi dito lá em cima, o Vaticano.

8º   Quantos livros você tem?
Pouquíssimos, a maioria pego emprestado. 

9º   Uma frase que representa sua vida.
“Tenho andado distraído, impaciente e indeciso e ainda estou confuso só que agora é diferente, estou tranquilo e tão contente.”

10º Qual sua cor favorita?
Preto.

11º Doce ou Salgado?
Doce.

Perguntas aos blogs Indicados:

Um dia inesquecível?
Uma coisa que ninguém deveria deixar de fazer?
Programa televisivo preferido?
Se pudesse reescrever um livro, qual seria?
Cantor/Banda preferido?
Um lugar que você não visitaria?
Um conselho a não ser esquecido?
Um vilão “amável”?
Melhor festa do ano, na sua opinião.
10º Um personagem que você traria para vida real?
11º Um escritor?

26 de novembro de 2014

Divulgação especial #2: CINCO motivos para ler "Uma Canção Para a Libélula" + Quotes

Mais um especial para "Uma Canção Para a Libélula" da Juliana Daglio!!! Hoje eu vou apresentar 5 motivos para que vocês leiam esse livro. Só pra constar, ele é um dos meus favoritos.

1- A narração
É linda, envolvente, deliciosa, perturbadora, muito bem construída. A Juh tem uma escrita poética e simples que meche com a nossa mente e o nosso coração.

2- As personagens
Construídas de forma excelente! São fortes, marcantes. Você passa a querer ajudar a Vanessa como pode, e é desesperador quando você acaba sucumbindo ao sofrimento dela, inevitavelmente! Bem como você cria um grande carinho por alguns e nutre muito ódio por outros.

3- O enredo
É um drama, é um desafio ao psicológico, é permeado com questões e mistério, é profundo, é instigante. Triste e belo. Simplesmente singular!

4- A playlist
Me encanta como a música está presente na construção de Vanessa. Como ela vive e sobrevive pela música. Como a própria música nos leva a interpretar o que ela sente. Muitas músicas conhecidas são mencionadas ao longo da narrativa e têm um encaixe dolorosamente perfeito!

5- Narrador personagem
Meu tipo preferido. Acho legal poder ter uma visão geral da história, mas eu AMO poder me sentir íntima do que estou lendo e nada melhor do que um narrador personagem bem construído para nos proporcionar isso. Encaixa como uma luva ao tom da história de "Uma Canção Para a Libélula". <3

Gostaria de trazer meus quotes favoritos para vocês, mas infelizmente eu enviei meu bebê para casa (junto aos outros membro da família em Guanambi) e como estou em Salvador não posso fazer essa seleção. Então vou deixar para vocês alguns quotes escolhidos pela própria Juliana.