Pages

19 de fevereiro de 2014

No Divã #2: Conferir a adaptação antes do livro


Este é um assunto delicado. Para os leitores. Quando lemos, as histórias têm a capacidade de nos sugar e segurar em seus tons mais variados – sombrios ou luminosos – brincando com todos os recursos das nossas máquinas do tempo pessoais: a imaginação e a memória. Quando isso acontece, criamos um vinculo muito forte com aquele(s) mundo(s). Entretanto tão individual quanto nossas mentes são os seus produtos.

Toda vez que um livro é adaptado como filmes ou série ou peças de teatro... A vida dos leitores vira um turbilhão! São opiniões confrontadas, descrições incompatíveis, compreensões diferentes de uma mesma história. Mas a adaptação só pode ser uma e não dá para por todas as imaginações juntas! Talvez agrade a gregos e troianos, mas os egípcios vão ficar insatisfeitos. É assim.

Mas sabem o que é mais estranho? Quando você conhece uma história adaptada, antes das palavras caprichosas aprontarem com a sua cabeça, as sua percepção é bem mais confortável. Sabe, as pessoas recomendam sempre: leia o livros antes de assistir seja-lá-o-que-for! Eu, particularmente, não acho a atitude mais apropriada. Geralmente, ver a adaptação (preferivelmente o filme) antes da leitura te poupará da confusão e da frustração. Você tem a oportunidade de apreciar um trabalho sem tantos critérios em sua mente. Ainda assim, em hipótese alguma, isso é razão para você não conhecer a obra original posteriormente. Aconselho isso por experiência própria. E para provar vou deixar-lhes algumas sugestões! ;)

Vou começar pela que eu acredito ser a primeira adaptação que assistir sem saber que era originada de um livro. Provavelmente vocês já assistiram “O Segredo do Vale da Lua”. É um belíssimo filme: linda fotografia, um figurino encantador, excelente elenco e atuação, uma história de fantasia deliciosa!


Eu tinha 15 anos quando assisti pela primeira vez e assim que soube do livro procurei-o imediatamente. Grande decepção para mim naquela época... O livro é cheio da mágica, entretanto é profundamente descritivo e eu detestava aquilo de modo que me arrastei com a leitura. Eu me sentia como se a mesma coisa fosse descrita de tantas formas diferentes que quando chegava ao fim das descrições eu nem sabia mais o que estava sendo descrito! Ufa!


Não, o livro não é realmente assim, ruim. Só era... Denso demais para minha “fase literária”. Verdade, é um livro um tanto diferente do filme e se você for compará-los “o primeiro será sempre o primeiro”, no meu caso, acho que eu acabaria preferindo o filme. \o/ Por isso, esse é um caso em que você precisa saber fazer os julgamentos separados, porque ambos são apaixonantes e não seria justo fazer preterições.

Trailer de "O Segredo do Vale da Lua":


O próximo é: Jogos Vorazes. Sim, eu só me tornei um tributo depoooois de assistir o filme. Na verdade eu não achava que o filme/livro faria o “meu tipo”. Eu achava muito agressiva a proposta da história e eu nuca me dei muito bem com histórias violentas. Tudo começou com “Safe and Sound”, música da trilha sonora da produção, porque eu não entendia como uma música tão sentimental e que conversou com a minha alma desde o primeiro momento em que a ouvi podia se encaixar naquela sinopse!


Quando tenho dúvidas, eu pesquiso. E eu pesquisei com gosto, descobri muita coisa sobre a Suzanne e Jogos Vorazes antes mesmo de ver o filme. Depois de compreender melhor o gênero distópico e a história de Collins eu quis desesperadamente os livros, mas eu estava fazendo cursinho na época. Acreditem para quem está num cursinho conciliar estudos e leitura de uma trilogia é uma aflição! Resulta que eu assisti ao filme antes de ler os livro. E eu AMEEEEI aquele filme. Não só eu, como todos os amigos que estavam comigo e também NÃO tinham lido Jogos Vorazes.


Depois de ler o livro, sem dúvidas ele é melhor que o filme, mas de modo algum o filme é ruim. O problema é que nossa mente fica muito apegada a detalhes do tipo “Quem deu o broche para Katniss”. Sério? Sim, é triste que Madge não apareça nos filmes, ela é uma personagem legal. Mas ainda assim, isso não é motivo para fazer tanta tempestade do tipo livro X filme, realmente não há motivos!

Trailer de "Jogos Vorazes":


Perfil do livro no Skoob: Jogos Vorazes – Suzanne Collins

O próximo filme que vi antes de ler o livro é “Meu namorado é um zumbi” e, com licença, eu preciso extravazar minha indignação com esse título! Qual era o problema de manter como “Sangue Quente”, hem?! Enfim, mesmo com esse título que me repele eu assisti ao filme por recomendação de uma amiga. E gostei! Eu nunca havia assistido filme com zumbis Não eu não assisto TWD, porque eu tenho pesadelos à noite e foi uma surpresa bem legal aquele filme. Certo que me lembrou um pouco de Crepúsculo, mas não de um jeito ruim, é que eu sou fã da Saga e era inevitável lembrar em algumas cenas, isso sempre acontece.


Só depois minha amiga me contou que era uma adaptação. Eu não estava realmente ansiosa para ler esse tipo de livro, mas aí ela leu e disse que era bem diferente do filme em alguns aspectos e é evidente que quando ela me contou o nome do livro (Sangue Quente) eu já fiquei mais simpatizada por ele.

Então, eu li. E realmente é diferente do filme, melhor, mais tenso e mais profundo. O livro é excelente. As personagens são muito mais marcantes e a personalidade de algumas delas é bastante distinta da apresentada no filme Juliiiie!, há muitas reflexões e metáforas interessantíssimas sobre o mundo antes e depois do tal apocalipse zumbi. Ah, e o final também é diferente. Sinceramente, não entendi porque fizeram aquelas alterações no final, porque o do livro é bem mais interessante.


Portanto, o livro é melhor que o filme por todas essas e algumas outras razões. Ainda assim, o filme é muito bom! Sério mesmo. É como eu disse, quem assistiu ao filme depois de ler fez várias críticas e desmereceu muito o filme, mas isso não justo porque o filme foi uma boa produção. Realmente, não teve muita repercussão, porque né?! Com aquele título... Mas certamente não foi porque não era igual ao livro. Entendem?

Trailer de "Meu Namorado É Um Zumbi":


Perfil do livro no Skoob: Sangue Quente – Isaac Marion

Bom, vou contar outras duas experiências minhas, e nesses casos as diferenças entre filme e livro são chocantes! São os dois casos que, para mim, não posso comparar as duas obras em hipótese alguma. A primeira foi com o filme “Uma Garota Encantada”, aquele musical engraçadinho com a Anne Hathaway <3, que eu assisti a primeira vez quando tinha 10 anos, acho. E fiquei encantada com filme porque era um conto de fadas e porque era diferente das histórias que eu já conhecia sobre a mocinha que se apaixona pelo príncipe.

Até hoje eu adoro o fato do “dom” da Ella ser a obediência, adoro o fato da fada madrinha dela ser um desastre, adoro o fato do Charmont ter um fã clube, eu adoro as músicas... E o filme ainda me faz dar boas risadas até hoje, mesmo eu já conhecendo todas as piadas. Se você já for grandinho, provavelmente você vai achar o filme bobo e talvez até chato. Mas para uma criança ele vai continuar sendo incrível e para mim ele é muito nostálgico. *-*


Eu fiquei bastante viciada nesse filme, foi aí que durante minhas buscas na internet eu descobri que existia um livro em que o filme havia sido baseado. E o termo é exatamente esse: baseado. O livro “Ella Enfeitiçada” é uma literatura infantil, mas é bem mais séria e dramática que o filme. A história de Ella e como ela lida com o seu “dom” é algo mais difícil e menos divertido do que a forma como é mostrada no filme e a garota se mete em situações bem mais perigosas. Além disso, Ella não conta com tantos amigos o tempo todo no livro, muitas vezes ela fica perigosamente sozinha. O pai de Ella está vivo e não é um homem muito bom para a filha e ela é bem machucada pela perda da mãe. Char também não é o garanhão cobiçado de Frell como no filme, com seus próprios pesares ele é antes de tudo o amigo que Ella nunca imaginou encontrar.


São histórias parecidas, mas bem diferentes em seus centros. Eu gosto muito de ambos, filme e livro, mas é impossível fazer um tira teima entre eles porque no fim eles servem a propósitos diferentes. Definitivamente um caso em que uma pessoa deve conhecer as duas obras. Se eu tivesse conhecido o livro antes do filme, certamente eu ficaria ofendida com o tom humorístico que foi dado à história, não que o livro não tenha esses momentos, mas a dimensão que eles ganham é diferente. É por isso que eu digo que é mais fácil lidar com os julgamentos nessa circunstancia de ler depois de ver a adaptação.

Um caso semelhante a esse aconteceu com o filme “E Se Fosse Verdade” que é baseado em um livro de mesmo nome. O filme é uma comédia romântica deliciosa e bem fofa. Mas é bem diferente do livro. Vi o filme da primeira vez que foi apresentado na TV aberta e só soube da existência do livro depois, por uma amiga do curso de inglês que me emprestou por uma casualidade.


O livro é, mais precisamente, um romance dramático do que um romance cômico. Para início de conversa as personagens tem nomes diferentes, bem como seus propósitos. Lauren (a Elizabeth do filme) volta ao seu apartamento e acredita estar viva até que em um dos “encontros” com Arthur (o David do filme) ela descobre que está morta. Esse é um grande choque para ambos. A história é bem parecida com a do filme, exceto pelo fato de que ela é mais séria no livro. Diferente mesmo é o final do livro, talvez mais tenso e emocionante que o do filme.


Aqui está mais um caso que as obras precisam de uma avaliação distinta. São romances bons, com algumas semelhanças, mas com finalidades diferentes em seu todo. Esse é um dos livros que mais gosto e o filme também, e fico feliz por ter acontecido assim, sinto que teria ficado atormentada demais pelos julgamentos se tivesse sido diferente. E o filme, realmente, não merece isso.

Trailer de "Uma Garota Encantada":


Perfil do livro no Skoob: Ella Enfeitiçada – Gail Carson Levine

Trailer de "E Se Fosse Verdade:


Perfil do livro no Skoob: E Se Fosse Verdade – Mark Levy

Bom, existem muitas adaptações que já assisti antes de ler os livros e outras que já assisti sem ter lido os livros ainda (como muitos livros do Nicholas Sparks por exemplo). São adaptações que eu gostei muito e que tive experiências diferentes quando li as obras originais e fico imaginando como será quando ler aquelas que ainda não o fiz. É só uma recomendação, assistam antes de ler e leiam.  Depois me digam como foi a experiência para vocês ou me digam se já experimentam algo assim e como foi. ;)

Até a próxima!

P.S.: Se você leu a postagem Considerações Sobre a Adaptação de A Culpa é das Estrelas, com certeza entendeu quando eu falei sobre confusão, preocupação, ansiedade e tal... Quando lemos antes de ver a adaptação. E você sendo um leitor muito provavelmente já passou por isso.

4 comentários:

  1. Oi Dany. Eu também sou das que acreditam que é melhor ver o filme primeiro pra poupar decepções... Por exemplo: assisti Jogos Vorazes e adorei, daí fui atrás pra ler os livros e nem achei que o filme deixava tanta coisa do livro para trás. Daí terminei de ler a Trilogia e fui assistir Em Chamas. Resultado: odiei o filme, achei que faltaram muitos detalhes do livro, só as cenas de ação e os efeitos especiais se salvaram.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sei se é por causa de tantas repetições da experiência, mas eu não me incomodei com tantas coisas em Em Chamas sabe? Alguns detalhes fizeram falta e eu comentei com minhas amigas... mas aí eu lembrava é uma adaptação e por ser isso, já ficou suficientemente bom. É isso.

      Excluir
  2. Sem dúvidas, a adaptação de "Jogos Vorazes" é ótima! Eu AMO tanto o livro, quanto a adaptação (e confesso que eu só soube do livro depois do anúncio de adaptação ao filme).
    Sobre "Meu namorado é um zumbi", eu não assistiria ao filme que tem esse nome de jeito nenhum, se não soubesse que na verdade chama "Sangue Quente". Sério, quem foi o tradutor disso? Já existia nome em português, poxa! Eu não li o livro, mas ele está na minha listinha desde que vi o filme!
    Eu adorei o filme "E se fosse verdade", achei super fofo e lindo! Descobri do livro há pouco tempo, e fiquei super curiosa para ler!
    Ainda não conhecia os outros dois! E um dele é com a Anne Hathaway, como não conhecia?! Vou procurar para assistir e/ou ler (:
    Beijos,
    Own mine

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ambos são muito fofos, procure sim!

      Excluir

Deixe aqui sua opinião, sua crítica, sua sugestão! Seu comentário é muito importante!

Clique em Notifique-me, para ficar de olho nas respostas!

Obrigada por comentar e aproveite sua visita!